You are currently viewing O que significa Rabi e Rabone
o que significa rabi e rabone

O que significa Rabi e Rabone

Dentro da cultura e da religião judaica, é bastante comum encontrarmos os termos, ou também chamados de títulos: Rabi, Rabone e também Rabino. E no mesmo sentido, também é possível encontrarmos tais termos ao longo das Escrituras Sagradas, tais nomenclaturas podem ser encontradas na nossa Bíblia por diversas vezes, sendo que, mais precisamente nos evangelhos notamos que até mesmo Jesus foi chamado de Rabi, e também de Rabone.

Esses três termos, Rabi, Rabone e Rabino, são termos que geram bastante confusão, por conta de suas terminologias semelhantes, gerando dúvidas sobre o que se trata, ou até mesmo, se há ou não diferenças entre eles. E para nosso conhecimento e esclarecimento, vamos explicar um pouquinho sobre cada um deles.


O que é Rabino?

Quando falamos no título de Rabino, falamos sobre a pessoa responsável por toda parte espiritual dos membros de uma sinagoga. Ao realizarmos uma comparação aos dias atuais, o Rabino tem sua função semelhante a dos pastores de nossas igrejas. Uma vez que, ele zela, conduz, cuida para que todos os seus membros aprendam e exerçam corretamente sua fé.


O que significa Rabi e Rabone de acordo com as Escrituras?

Na verdade, de acordo com a Bíblia, os termos Rabi e Rabone possuem o mesmo significado, e querem dizer “mestre“. Ambos os termos são referências aos estudiosos e conhecedores das Escrituras ou professores da lei judaica. Em outras palavras, Rabi ou Rabone, eram judeus conhecedores das Escrituras, pessoas cultas, que ensinavam, explicavam, pregavam sobre elas.

Para se tornar um Rabi ou Raboni, basicamente, seria necessário primeiramente, que esse homem fosse maior que 30 anos, pois deveria ser um homem mais maduro, e também seria necessário, que este homem fosse discípulo de um outro Rabi por muitos anos.

Ou seja era necessário um trabalho de discipulado antes de se tornar um Rabi, atribuindo-se mais uma função do Rabi e Rabone, além de autoridade para ensinar, ministrar, pregar sobre as Escrituras e leis judaicas, eles também discipulavam outros homens para continuar o mesmo legado.

Nas Escrituras Sagradas foi um termo bastante utilizado quando se fazia algumas referências ao próprio Jesus. Como podemos ver em João 20:16 ” Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, lhe disse, em hebraico: Raboni ( que quer dizer Mestre!)”. Assim como em João 1:38 ” E Jesus, voltando-se e vendo que o seguiam, disse-lhes: Que buscais? Disseram-lhe: Rabi (que quer dizer Mestre), onde assistes?”

Também encontramos tal nomenclatura em João 3:2 “Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.”

o que significa rabi e rabone
o que significa rabi e rabone

Qual a diferença de Jesus para os outros Rabis e Rabonis?

Como já dissemos, Jesus se tornou um Rabi, Raboni, um Mestre segundo as tradições judaicas, de maneira exemplar em todo o seu ministério e em toda sua trajetória. Uma vez que ensinava, pregava, era conhecedor e perfeitamente entendedor das Escrituras, nomeou seus discípulos, instruindo-os para que continuassem seu ministério, e realizou essa missão de maneira dedicada, mostrando toda sua humanidade.

Todavia seu ministério o diferenciava dos demais Rabis e Rabonis da época, primeiramente porque Jesus trazia novos ensinos, trazia uma visão esclarecida da lei, utilizava-se de parábolas, e abria o convite para se tornarem seus discípulos a todos, não rejeitando ninguém. De fato, Jesus chamava a todos para seu ministério, e não apenas alguns cultos, alguns estudiosos, ou homens mais velhos, mais maduros, o chamado era na verdade para todos.

Outra grande diferença de Jesus Cristo como Raboni, era a da sua autoridade, pois essa autoridade não vinha apenas de anos de estudos, de tradição judaica, de conhecimento humano, de discipulado, mas sim vinha do Pai, da sua profunda intimidade com ele. Pois quando Jesus ensinava, pregava, sua autoridade era como a do próprio Deus.

Em suma Jesus foi o nosso maior Mestre, nosso perfeito professor, nosso melhor exemplo de ministério impecável e o nosso maior referencial de Rabi e Rabone.

Deixe um comentário